domingo, 31 de dezembro de 2017

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Uma aliada do tempo

Aos poucos ela chega de mansinho, ainda no meio de uma caminhada predestinada pelo próprio tempo, mas, chega trazendo uma bagagem cheia de ensinamentos, provas, histórias para contar e dividir com que desejar ouvir.
Umas misteriosas.  Coisinhas que tem que ficar em off para não perder o encantamento.  Outras tidas como complemento para dar ênfase e graça ao contar.

E assim... Atravessa um deserto correndo sempre em busca de se mesma como se fosse dividida em mil faces, para retardar um processo que insisti em se manifestar a cada passagem das horas.  

Então... Nada um mar inteiro para entregar seu corpo na areia quente, mostrando-se em protesto ao limitado tempo.

Voa alto, sempre alto e aí caí no abismo da invisibilidade quando a velhice chega...

Pensa:
O deserto já se faz maior do que antes...
O mar já se faz mais cheio do que até então...
O voo já se faz mais difícil pelo peso dos anos...

E agora ao olhar-se por inteira, aprende a Conviver com conflitos enclausurada na alma...
E pelos amores e afagos bem queridos e a tolice em pensar que poderia ser diferente, culpa a imagem refletida no espelho.

Sobre a velhice?

Ah! Ela é a criação de deus sendo transformada com muita mais sabedoria a partir da sua beleza única aliada ao seu próprio tempo.

 
“Seja a mudança que você quer ver no mundo.”
                                                       Gandi

domingo, 24 de dezembro de 2017

O próximo voo

Viajando entre letras e palavras, subi... desci montanhas, enfrentei as adversidades a cada mudança emocional, escalei os paredões do desânimo (e olha que eu tenho medo de alturas), plainei entre abismos nos céus de nuvens escuras , mergulhei nas águas profundas de um mar revolto, 
                                 Mas,
Aos pouco pude perceber que a visão do alto das montanhas é estritamente bela.
Rica em detalhes, divinamente marcantes, cores que lembra a mistura do arco íris e faz pensar no criador da obra.

As adversidades na sua magnitude se colocam dispostas ao enfrentamento, quando sentem que tem por adversário alguém tão forte quanto.  E isso foi e é muito animador...

Ao escalar os paredões, lentamente, a cada passo uma revelação, um entendimento, uma resposta.
A rebeldia do mar mostra-se misteriosa e convidativa... é provocadora.
Incentiva a busca das verdades e dos tesouros escondidos na alma. Ela e o mar se tornam em um só.

Diante de tantas aventuras vividas e sonhadas, tenho agora  por companhia a beleza do olhar divino, a força, a coragem do criador , a sabedoria no ruflar das asas que crescem em direção ao sol.

E então como resultado, a emoção de uma alma sedenta de liberdade, prepara-se para o próximo voo.