Teu sonho

O teu sonho

Eu quero que me digas teu sonho
E converses comigo intimamente,
Eu prometo esquecer por instantes
O que em verdade existe.

Eu prometo....que
Sobre o palco aberto de meus olhos,
De dentro de minha estreia sem plateia,  
Cerrarei a cortina no fim do primeiro ato.

Haverá um momento de completo abandono.......
Eu cairei em teus braços sedentos de mim
E lançarei meu apelo de redenção.

Sobre os campos os lírios cantarão como claras emoções.
Nos desertos..nos rios..nos ventos..
Nas chuvas...nas noites..
Em tudo existirá nesse instante um silêncio curvado como
Em reverência  e meus passos alcançarão
a definição da vida.
E meus dedos desfiarão em músicas divinas
E expressão do  ritmo de tudo.

E em teu segredo escondido,
--O SOLIDÃO--
Dormirei o sono ardente e profundo
Do teu calor, porque eu trouxe no
Sangue as areias vermelhas
Que a cada poente o desejo de deus
Esparrama no céu.
 Lyah de Castro

Buscando minhas raízes.